Após decreto, prefeito pede mais verba à União

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Depois de ter recebido R$ 24 milhões no ano passado, município pede R$ 1,1 milhão ao governo federal

Depois de investir R$ 24 milhões em vigilância epidemiológica durante o ano de 2018, a prefeitura quer mais recurso do governo federal para combater e tratar casos de dengue em Campo Grande. Conforme apurado pela reportagem do Correio do Estado, a prefeitura vai pedir R$ 1.174.682,24 ao Ministério da Saúde para colocar em prática o plano de ação para enfretamento da epidemia.

Ontem, o prefeito Marcos Trad publicou no Diário Oficial decreto de emergência em decorrência da epidemia da doença. A medida, além permitir a compra de medicamentos e insumos sem licitação, permite a capitação de recursos extras da União. A maior parte dos recursos solicitado, R$ 804.852,24, será destinada para compra de material de laboratório, como  tubos para coleta de sangue e reagentes para exames.

O prefeito afirma que o decreto também desperta um estado de alerta na população quanto a gravidade do problema.  “Nós estamos em uma fase sazonal e isso já é esperado. Temos que estar atentos para que o município possa imediatamente dar a resposta e controlar essa epidemia”, declarou o prefeito.

*Bruna Aquino e Tainá Jara.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER