Após ataques a Moro, senadora de MS diz que Maia deve ter ‘insatisfação com Lava Jato’

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Senadora acredita que ‘ligação familiar com um dos presos’ pode ser a razão

Questionada sobre os ataques do presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ) ao ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro, a senadora Soraya Thronicke (PSL) disse acreditar que o deputado federal tem insatisfação com a Operação Lava Jato.

“Depois do ocorrido de hoje ficou muito clara a insatisfação dele com a Lava Jato, em razão da ligação familiar com um dos presos”, declarou. O ex-ministro de Minas e Energia Moreira Franco, preso nesta quinta-feira (21) na mesma ação da Lava Jato que prendeu o ex-presidente Michel Temer, é sogro de Maia.

Sobre inicialmente ter sido apontado como grande aliado do presidente Jair Bolsonaro, já que foi apoiado pela bancada do PSL para continuar na presidência da Casa e estar agora atacando o ministro, a senadora acredita que não exista essa visão da bancada sobre o deputado.

“O PSL haver apoiado a candidatura de Maia para a Presidência da Câmara não o coloca exatamente na posição de ‘grande aliado’”, limitou-se a comentar. Soraya não respondeu como estaria a situação do ministro Moro dentro do governo após os ataques de Maia.

‘Copiou e colou’

Maia destacou que a proposta foi copiada e colada de uma matéria já apresentada pelo agora ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Alexandre de Moraes.

O deputado, de acordo com matéria divulgada pelo Jornal Folha de São Paulo, demonstrou irritação com o ministro Moro ter declarado que a proposta anticrime deveria tramitar ao mesmo tempo que a reforma da previdência, o que era ‘desejo do governo’.

“O funcionário do presidente Bolsonaro? Ele conversa com o presidente Bolsonaro e se o presidente Bolsonaro quiser ele conversa comigo. Eu fiz aquilo que eu acho correto (na tramitação da proposta de Moro). O projeto é importante, aliás, ele está copiando o projeto direto do ministro Alexandre de Moraes. É um copia e cola. Não tem nenhuma novidade, poucas novidades no projeto dele”, disparou Rodrigo Maia.

O ministro da Justiça entrou em contato com o presidente da Câmara com intenção de interferir, segundo deputados, na pauta legislativa, com o desejo de antecipar a votação da proposta de moro.

“O presidente Bolsonaro é quem tem que dialogar comigo. Ele está confundindo as bolas, ele não é presidente da República, ele não foi eleito para isso. Está ficando uma situação ruim para ele. Ele está passando daquilo que é a responsabilidade dele. Ele nunca me convidou para perguntar se eu achava que a estrutura do ministério estava correta, se os nomes que ele estava indicando estavam corretos”, alfinetou Maia.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER