Almir Sater e Renato Teixeira comemoram o segundo Grammy

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Dupla foi premiada pelo disco “+AR”, lançado no início do ano

CRISTINA MEDEIROS

A longeva e sólida amizade/parceria entre o sul-mato-gossense Almir Sater e o paulista Renato Teixeira foi mais uma vez coroada no final de semana passado, quando ambos foram premiados com o Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Música Regional ou de Raízes Brasileiras. O prêmio veio com o álbum “+AR” (formação das iniciais de ambos compositores), que nada mais é do que a continuação de “AR”, lançado em 2015 e igualmente premiado com o Grammy em 2016.

Lançado no iníco deste ano, “+AR” reúne 10 faixas, sendo 8 delas fruto da parceria dos amigos de longa data – mais de 30 anos – e as outras, respectivamente, com Paulo Simões e Eric Silver, americano de Nashville que produziu o disco.

Direto da Serra da Cantareira, onde mora, Almir Sater falou sobre a emoção desta dose dupla. “É muito bom receber uma notícia destas, ainda mais porque eu estava em Bonito neste fim de semana, participando de um evento, e o Eric estava comigo. Muita emoção”.

A receita para que o trabalho ficasse redondinho, a ponto de receber este prêmio, é a soma de ingredientes. “Se chegamos até aqui, desde o primeiro disco lançado lá em 2015, é porque foi uma junção feliz de repertório com os músicos que trabalharam felizes em fazer algo diferenciado, numa mistura do nosso som daqui com o deles, de lá [EUA]”.

A sintonia fina que marca a  parceria dele com Renato Teixeira ao longo dos anos é outro ingrediente  que influenciou no resultado do trabalho. “É muito fácil trabalhar com o Renato, as músicas ficaram boas e o Eric fez um ótimo meio de campo com os músicos. Seguimos a mesma toada  do primeiro disco, o ‘AR’, cuja criação foi mais pensada. Neste, fomos compondo e gravando, nem trabalhamos muito”.  Feliz com a parceria de longa data, Almir cita uma particularidade deste trabalho em dupla. “Todas as músicas que fiz com o Renato até hoje foram aproveitadas, gravadas, e isso é algo a se comemorar”.

Depois de alguns shows de divulgação do “+AR”, os amigos, agora, seguem cada um com sua carreira. “Eu voltei para meus shows individuais e ele também”.

Almir conta que já tem músicas na gaveta para produzir um novo disco, cujo lançamento deve ficar para 2019.  “Estou esperando o momento certo para lançar. Falei para o Renato que será o ‘AS’”. brincou.

Print Friendly, PDF & Email
HIPER