Achou que era o fim da carreira? Marun agora articula para entrar em conselho que fiscaliza promotor

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Homem de confiança do presidente Michel Temer, Marun é deputado federal licenciado por Mato Grosso do Sul, mas não disputou a reeleição

Kerolyn Araújo

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB), já estaria se movimentando para garantir o novo local de trabalho do próximo ano. Conforme publicado pelo site Jota, o alvo do ministro é uma vaga no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), que é o órgão responsável por fiscalizar todos os MP do país.

Segundo o site, as articulações que já estão ocorrendo e visam colocar Marun no lugar de Gustavo Rocha, que deixa a cadeira no início de 2019. A ideia, porém, já estaria causando desconforto em alguns integrantes do Ministério Público, como promotores e procuradores.

Homem de confiança do presidente Michel Temer (MDB), Marun também ficou conhecido como um dos maiores defensores de Eduardo Cunha durante o processo de cassação na Câmara dos Deputados. Eleito pela bancada de Mato Grosso do Sul, ele desistiu de disputar a reeleição para continuar dando força ao atual presidente.

Apesar de não possuir nenhuma condenação contra si, o que é necessário para conseguir uma cadeira no Conselho, Marun responde a um inquérito do STF (Supremo Tribunal Federal) por suposto envolvimento em esquema de corrupção no Ministério do Trabalho, além de ser réu por improbidade em primeira instância por fatos ocorridos quando era diretor Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab).

Print Friendly, PDF & Email
HIPER