Marquinhos determina que revisão do Plano Diretor volte à Câmara sem alterações

0
6

Votação do projeto foi adiada com base em recomendação do MP-MS

Depois de o MP-MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) alertar possível risco de improbidade administrativa, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) devolveu à Câmara Municipal projeto de revisão do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano Ambiental de Campo Grande. O alerta do MP motivou o adiamento da votação do projeto.

No entendimento do chefe do Executivo, a prefeitura não teria legitimidade para fazer quaisquer alterações no projeto, haja vista que ele foi construído com base nos anseios de diversas entidades de classe e da sociedade civil.

“Vou reenviar a mensagem do jeito que enviei aos vereadores e não vou modificar porque não tenho legitimidade para ir contra um estudo técnico, realizado em oito meses de debate, em 69 reuniões e 12 audiências públicas, ouvimos lideranças comunitárias e profissionais da área”, justificou o prefeito.

 Marquinhos ainda destacou, via assessoria, que a elaboração do projeto contou com a participação de membros do próprio Ministério Público que, à época, fizeram recomendações que teria sido acatadas e que contribuíram para a construção do documento, que estabelece as diretrizes da Capital pelos próximos dez anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here