Estado e Capital já planejam pagar piso dos professores em parcelas

0
115

Governo federal definiu aumento de 6,81% a partir de janeiro

DA REDAÇÃO

Os professores das redes estadual e municipal de ensino de Campo Grande terão pelo segundo ano consecutivo reajuste parcelado.

Ontem, o ministro da Educação, Mendonça Filho, assinou portaria com aumento de 6,81% no piso salarial dos professores em 2018. Tanto governo do Estado quanto Prefeitura de Campo Grande devem conceder parte do aumento apenas em maio, quando ocorrem as negociações com a categoria.

Apesar do parcelamento, o acordo com os professores estaduais não deve passar por embates. Segundo o secretário de Estado de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto Assis, foi acordado neste ano que a concessão do piso em 2018 se dará da seguinte forma: o índice será concedido aos professores em maio, junto dos demais servidores; caso o porcentual seja abaixo dos 6,81%, o restante do pagamento será feito em outubro.

“A partir de janeiro, vamos sentar para discutir qual será o índice concedido na data-base”, explicou o secretário.

De acordo com o presidente da Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems), Jaime Teixeira, o acordo foi possível em razão do cumprimento dos índices pelo governo.

Os professores da Rede Municipal de Ensino da Capital também não devem fugir do parcelamento do reajuste de 6,81% em 2018. De acordo com o secretário municipal de Finanças, Pedro Pedrossian Neto, o índice terá de ser aplicado, entretanto, ainda é preciso debater de que forma isso será feito. “Vamos ter de procurar conceder o reajuste”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here