Pandemia: aumenta o índice de contágio pelo coronavírus em Campo Grande

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print
Para cada grupo de 100 pacientes com Covid-19, outros 120 são contaminados

Eduardo Miranda, Naiane Mesquita

Os termômetros do avanço da pandemia em Campo Grade não são apenas os boletins diários e o volume de pacientes internados na cidade; a taxa de contágio também aumentou e agora atinge 1,2 – nível considerado alto pelos especialistas.

Isso significa que em cada 100 contaminados outros 120 serão infectados por eles. Uma das autoridades da medicina mais respeitadas no Brasil no combate à Covid-19, o médico infectologista da Fundação Oswaldo Cruz e professor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Julio Croda, é categórico ao afirmar que a população deve aumentar os cuidados, para que o sistema hospitalar não entre em colapso.

“Hospitais privados, todos estão acima de 90% [taxa de ocupação de leitos] , isso é um indicativo de que está faltando leito. A curva está crescendo”, afirma.

A falta de leitos tem deixado as autoridades de saúde da Capital preocupadas. As promessas de expansão da oferta esbarram em várias dificuldades, como a falta de profissionais, e recursos orçamentários travados.

Para Croda, eventos em casas, boates, bares, entre outros locais devem ser cancelados ou adiados. “Qualquer evento que reúna pessoas e aglomere pessoas sem o uso de máscara e sem o distanciamento, tem de ser evitado”, alerta o especialista.

Por enquanto, além do aumento de plantões de servidores da saúde, a única medida tomada pelo município para frear a circulação de pessoas foi o retorno do toque de recolher, que recomeçou nesta sexta-feira. Ele vigora da 0h às 5h, todos os dias.

Casos

Nesta sexta-feira a Secretaria Estadual de Saúde confirmou mais 528 casos novos de Covid-19 no Estado, 245 deles em Campo Grande. Foram seis novas mortes, três delas em Campo Grande.

Já são 261.073 casos confirmados de Covid-19. Se todos fossem colocados juntos, seria um grupo mais populoso que a cidade de Dourados, a segunda maior do Estado, que tem 225.495, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Neste ano, a doença causada pelo novo coronavírus já matou 1.754 pessoas, 760 delas em Campo Grande.

Print Friendly, PDF & Email
posto
HIPER