Além de aposentadoria, Delcídio é inocentado no caso Cerveró

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on print

Ex-senador por MS foi inocentado pelo TRF-1 juntamente com o ex-presidente Lula

Diana Christie

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região manteve, nesta segunda-feira (1º), a absolvição do ex-senador Delcídio do Amaral (PTC) e do ex-presidente Lula (PT) em processo que investigava tentativa de comprar o silêncio de Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras.

A decisão foi por unanimidade, confirmando sentença proferida em julho do ano passado pelo juiz Ricardo Leite, da Justiça Federal de Brasília. O Ministério Público havia recorrido da absolvição, em julho de 2018, segundo a revista Veja

Delcídio era investigado por supostamente ter oferecido uma oportunidade de fuga para Cerveró, condenado a cinco anos de prisão. Em troca, o ex-diretor da Petrobras deveria ocultar detalhes de possíveis atividades ilícitas, como pagamentos de propinas, envolvendo a estatal.

A proposta foi utilizada para embasar o pedido de prisão do MPF (Ministério Público Federal), que usou um áudio gravado por um filho de Cerveró para colocar Delcídio na cadeia. Na época, o ministro Teori Zavascki entendeu que Delcídio teria oferecido uma mesada de pelo menos R$ 50 mil ao investigado.

Hoje ainda, Delcídio teve a aposentadoria confirmada pelo Senado. Ele deve receber R$ 11,5 mil mensais. Confira aqui.

Print Friendly, PDF & Email
posto
HIPER