Atacante que surrou gandula é ‘expulso’ do Operário

0
29

Ao invés de fazer gols, jogador agiu como lutador de MMA

Celso Bejarano

A lamentável cena exibida para todo o país, neste domingo (17), por meio das redes sociais, imprensa local e Rede Globo, em que aparece um jogador do Operário, Jeferson, socando um gandula, feito um lutador de MMA, teve desfecho desolador ao atacante: ele foi afastado definitivamente de seu clube.

Tudo ocorreu durante o clássico Operário e Comercial, válido pela 7ª rodada do Campeonato Sul-mato-grossense de Futebol. Comercial venceu o jogo por um a zero. O gandula Tadeu Francisco, 19 anos, que teria vibrado com o gol, foi alvo do espancamento, logo que o juiz apitou o fim da partida.

Historicamente, pelas regras da Justiça Federal, dificilmente o atacante deve receber uma severa punição. No entanto, pode ficar fora dos campos por pelo menos “uns cinco jogos ou até do campeonato”, segundo disse a este jornal um dirigente esportivo.

Na manhã desta segunda-feira (19), o comando operariano definiu dar as contas ao jogador, que já não integra o time. Ainda assim, o atacante deve enfrentar um processo na Justiça Desportiva, que ainda não se manifestou sobre o caso.

Casos

Em 2013, numa partida entre o Chelsea e o Swansea, que terminou empatado pela Copa da Liga Inglesa, ocorreu um lance de violência envolvendo um jogador e um gandula.

Diante das cenas que mostraram o jogador operariano nocauteando o gandula, no domingo, o episódio inglês poderia até passar imperceptível.
O meia Eden Hazard, do Chelsea, chutou o gandula no fim do jogo por ter “segurado” a bola e isso motivou demora na retomada da partida.

Eden, embora tenha pedido desculpas e o gandula não tenha denunciado o caso, ficou três partidas fora da atividade e enfrentou diversos manifestos. O gandula surrado pelo operariano foi à polícia.

Em abril do ano passado, o Corinthians venceu a Universidad do Chile, numa partida realizada na Arena do Timão. Num dos lances, a bola saiu e o jogador chileno foi junto com o gandula apressar o retorno do jogo.

O gandula, então, tentou prender a bola, mas o atleta tomou-lhe na marra.

De acordo com noticiários esportivos, o gandula simulou ter sido espancado e caiu no chão. Dias depois, provado a inocência do chileno, o gandula, que há anos atuava no Corinthians, foi banido dos campos de futebol.

Veja vídeo do ataque de fúria do atacante operariano:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here