Em um mês, candidatos em MS gastaram mais de R$ 4 milhões

0
51

Azambuja é o concorrente ao Estado que mais investe em campanha

Os candidatos ao governo de Mato Grosso do Sul já tiveram despesas com a campanha eleitoral de R$ 4.045.076,55 no primeiro mês de disputa. O candidato à reeleição, governador Reinaldo Azambuja (PSDB), é o que tem mais gastos com empresas contratadas: R$ 2.307.304,85.

Esse valor corresponde ao montante das empresas contratadas para a campanha. Isso não significa que as prestadoras de serviços foram pagas integralmente.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE/MS) e a prestação de contas do candidato, Azambuja pagou, até o momento, R$ 258.005,97 do montante contratado.

Com produção de programas de rádio, televisão ou vídeo, o candidato contratou companhia pelo valor de R$ 586 mil. Também há duas empresas do mesmo setor prestando serviços pelo valor de R$ 32 mil cada um.

Para impressão de materiais de propaganda, há gráfica contratada pelo valor de R$ 166.800,00. Há também outras cinco empresas do setor fazendo a impressão de materiais, num total de R$ 66.723,00.

Com marketing digital, Azambuja contratou uma companhia no valor de R$ 150 mil. Para impressão de adesivos, gastou R$ 102.245,00. Com redes sociais, o candidato contratou prestadora de serviço no valor de R$ 100 mil para impulsionar propagandas no Facebook.

Na prestação de contas ao TRE pelo candidato, consta também contratação de serviço de monitoramento de mídia pelo valor R$ 24.410,00.

Há outros gastos, como advogados no valor de R$ 160 mil, de duas empresas; serviço de terceiros, R$ 60.000,00; táxi-aéreo, R$ 54.650,00; publicidade de adesivos, R$ 43.812,50. O restante é despesa com assessores e serviços de terceiros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here